prelúdio

Prelúdio

Prefácio à antologia de texto erótico-sensuais

“Para amar em todos os tons: em rosa em roxo em rubi”

Prelúdio, preâmbulo, prefácio ou preliminar… o que vem antes. Antes do principal. Antes da brincadeira. Do ludus. Brincadeira antes do brincar. Mas o ‘ante’ do ludus é também ludus… e chega a ser maior, mais demorado que o ludus. Indispensável, diga-se, mas não inconfundível. Apenas o prelúdio não seria, em muitos casos, de per si o gran-ludus?

Ao convidar autores a editora solicitou ‘textos que versassem sobre ou apresentem conteúdo romântico-libidinoso, sensual ou erótico, que despertassem desejo, apresentassem certas insinuações, possibilitassem fantasiar, descrevessem jogos de sedução, mas não de modo literal e explícito o ato sexual ou mesmo tendessem a obscenidade’.

Solicitou-se, então, textos em três níveis diferentes rosa (romântico-libidinoso), roxo (sensual) e rubi (erótico). O livro teria três partes bem demarcadas, mas… que graça teria? Os limites são por demais tênues e bem relativos, cabe ao leitor dizer o que mais lhe é rosa, roxo ou rubi.

Vamos aos textos, pois o prefácio aqui deve ser curto. Discreto. Dispensável. Embora um pouquinho lúdico.

Uma resposta para “prelúdio”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s