abilio pacheco

professor de literatura (ufpa), escritor e revisor de textos

Monografias, dissertações e teses

Literatura Amazônica

FICÇÕES DO CICLO DA BORRACHA NO AMAZONAS: Estudo comparativo dos romances A selva, Beiradão e O amante das amazonas
Lucilene Gomes Lima – Dissertação de Mestrado – UFPa – 2006

Resumo: Este estudo analisa obras ficcionais cuja temática é o “ciclo da borracha”, partindo da premissa de que a maioria dessas obras apresenta uma constância de abordagem em torno de alguns aspectos, principalmente os papéis do explorador (seringalista) e do explorado (seringueiro) dicotomizados numa relação maniqueísta. Na abordagem do tema, propõe caracterizar o processo de criação dessas obras literárias em três fases. A primeira engloba as obras escritas numa tendência epigônica, originada nos estilos de Euclides da Cunha e de Alberto Rangel. A segunda configura-se pelo abandono desseepigonismo e pelo desenvolvimento de estilos independentes, mantendo, porém, a constância no enfoque maniqueísta. A terceira fase supera a percepção maniqueísta. Em cada uma dessas fases, aponta uma obra que promoveu uma diversificação de abordagem, destacando-se das demais obras. Na primeira fase, aponta a obra A selva, de Ferreira de Castro; na segunda, a obra Beiradão, de Álvaro Maia, e na terceira, O amante das amazonas, de Rogel Samuel. Ao mesmo tempo, essas obras apresentam um elo de ligação entre si e divergem umas das outras. No primeiro caso, promovem uma diversificação de abordagem dentro do universo ficcional do ciclo; no segundo caso, cada uma traz uma problemática temporal e estética particular. Desse modo, essas obras possibilitam ao leitor ter uma visão abrangente do ciclo econômico da borracha e da criação literária em torno desse processo econômico.

 
%d blogueiros gostam disto: