Como ciganos à noite

Sabe quando a gente escuta uma música cuja letra é um verdadeiro poema. Sem raízes (No Roots), de Alice Merton, é um desses “poemas que gostaria de ter escrito”.

Peguei a letra no Vagalume e fiz umas mudanças, mas a autoria ainda é dela; por favor.

Sem Raiz
Alice Merton

Eu gosto de cavar buracos
e esconder coisas dentro deles
Quando eu envelhecer, eu espero
Não esquecer de encontrá-los
Pois tenho lembranças
e viajo como os ciganos à noite

Eu construí uma casa
e aguardo alguém que a derrube
E então, empacoto em caixas
Direto para a próxima cidade
Pois tenho lembranças
e viajo como os ciganos à noite

Milhares de vezes
Eu já vi esta estrada
Eu não tenho raízes
meu lar nunca foi no chão

Eu gosto de ficar parada
Mas isso é só um plano
Pergunte-me de onde eu venho
Toda vez responderei uma terra diferente
Mas eu tenho lembranças
e viajo como os ciganos à noite

Eu não posso dizer frases no ouvido
jogando "telefone sem fio"
Apenas os lugares mudam
o resto continua o mesmo
Mas eu tenho lembranças
e viajo como os ciganos à noite

Eu não tenho raízes
Minha casa nunca foi no chão
Eu gosto de cavar buracos
esconder coisas dentro deles
Quando eu envelhecer
Não esquecerei de encontrá-los

Talvez você estranhe a apresentação do texto e a troca que eu fiz do jogo “advinha o nome” por “telefone sem fio”.

De todo modo, vamos lá ouvir a canção também, né?

Poema Habitat

O perfil de instagram @cuiraliteraria , de @izabelacristian , publicou este meu poema.
Faz tanto tempo que eu não releia que até estranhei o poema. A análise de hoje é bem outra depois de quase 15 anos.

Este poema foi publicado no meu livro mosaico primevo publicado em 2008.

Cursos gratuitos online (1)

Agosto chegando. Semestre seguindo ou começando.
Que tal usar parte do tempo para fazer um curso livre via internet?
Seguem os links de seis instituições que forem muitas opções.

– UEPG – https://ead.uepg.br/site/moocs
– Portal Trilhas – https://portaltrilhas.org.br/inicio
– Polo – Itaú – https://polo.org.br/educacao-na-pandemia
– Escolas conectadas https://www.escolasconectadas.org.br
– Lumina – UFRGS – https://lumina.ufrgs.br/course/view.php?id=84
– UFSCAR – https://cursos.poca.ufscar.br/login/signup.php

Cursos gratuitos. Com certificados gratuitos.
Em breve, posto mais seis

A gente não quer só chibé

A gente não quer só chibé é um podcast de Literatura da Amazônia Paraense resultado de um projeto de extensão da Faculdade de Letras Língua Portuguesa do campus de Bragança da Universidade federal do Pará. Coordenado pelo Professor Abilio Pacheco e tem como objetivo entrevistar autores e autoras paraenses de literatura, e também pesquisadores e pesquisadoras que desenvolvem ou desenvolveram pesquisas sobre estes autores e autoras.

Agradecemos a Tony Soares, cantor e compositor bragantino, por nos ter gentilmente cedido o uso de uma de sua composições para usarmos em nosso podcast.

Episódio 07 – Larissa Fontinelle (pesquisa literatura indígena) A gente não quer só chibé – Podcast de literatura da amazônia paraense

*LITERATURA DA AMAZÔNIA PARAENSE* O Podcast de Literatura da Amazônia Paraense *A gente não quer só chibé* coordenado por Abilio Pacheco que tem como objetivo entrevistar autores e autoras paraenses de literatura, e também pesquisadores e pesquisadoras que desenvolvem ou desenvolveram pesquisas sobre estes autores e autoras, está com sua sétima edição publicada. Neste sétimo episódio, a entrevista é com Larissa Fontinele, professora e pesquisadora. Ela está atualmente em seu Doutoramento sobre *Literatura de mulheres Indígenas*, mulheres do Brasil e do Chile, das etnias *Potyguara* e *Mapuche*. Eliane Potiguara, Márcia Kambeba, Graça Graúna, Auritha Tabajara, entre outras escritoras indígenas da etnia Potyguara no Brasil.  Graciela Huinao, Faumelisa Manquepillan, Daniela Catrileo da Etnia Mapuche- Chile A entrevista foi realizada através de troca de mensagens de áudio via aplicativo social pela bolsista de extensão Sharinna Maia. Mantemos o distanciamento social recomendado e exigido para esses tempos de suspensão de atividades presenciais em decorrência do novo coronavírus causador da COVID-19. Agradecemos a cantora, compositora e poeta, Márcia Kambeba, por nos ter gentilmente cedido o uso de uma de sua composições para usarmos em nosso podcast. Aceitamos sugestões de nomes de autores e autoras da amazônia paraense e de pesquisadores e pesquisadoras (paraenses ou não) que tenham produzido pesquisas ou estejam pesquisando autores e autoras paraenses vivos/vivas
  1. Episódio 07 – Larissa Fontinelle (pesquisa literatura indígena)
  2. Episódio 06 – Márcia Kambeba (Entrevista sobre literatura indígena)
  3. Episódio 05 – Diego Wayne (entrevista – Livro Coração de Unicórnio)
  4. Episódio 04 – Francisca Cerqueira (entrevista – obra Feminino em Movimento)
  5. Episódio 03 -Rosenilde Oliveira (sobre a obra de Francisca Cerqueira)