11 de dezembro

em abril/13

11 de dezembro – dia de Carajás, dia de Tapajós

Hoje faz um ano que a população do Pará foi às urnas para decidir sobre a criação dos estados de Carajás e Tapajós.
Literalmente quem decidiu foi a população do Pará, das cidades que formam o Pará, das cidades formavam o Pará e das cidades que continuariam no Pará caso a “questão política” da emancipação fosse resolvida.
Foram as cidades que são o Pará que decidiram. Ou ainda apenas a população da grande mãe (metrópole!) foi que decidiu.
Curiosamente (ou não tão curiosamente) a porcentagem de votação nas cidades dos estados (psicológicos, culturais, linguísticos, artísticos, gastronômicos…) de Carajás e Tapajós é absurdamente grande. Continue Lendo “11 de dezembro”

Do pronunciamento de Dilma

Do pronunciamento de Dilma

Ontem nossa presidente (que numa gestão democrática se dá o direito de fazer um ato de violência civil contra a gramática de língua portuguesa e faz descer goela abaixo dos gramáticos mais conservadores uma flexão de gênero que não é gramaticalizada nem de uso corrente) fez um pronunciamento para abrandar ânimos. Como sua fala vem após reuniões com vários de seus ministros, dentre eles a ministra-chefe da casa civil, deveríamos entender que é resultado desse diálogo. Aqui já despontam alguns dos principais equívocos do pronunciamento. A “voz das ruas” não é a voz dos ministros. Se fosse, a possibilidade de haver manifestação seria menor. Alguns desses ministros têm exatamente o perfil sufocante que tanto tem apertado a população brasileira a ponto de um ou outro tem o apelido delicado de ‘trator’ (o mesmo trator que parece passar à luva de pelica sobre quem deveria ser mais rígido/a). Há também um equívoco complexo (que resultou nesse ato corajoso de falar com o povo por dez minutos): Continue Lendo “Do pronunciamento de Dilma”

UFPA, ENEM 2013 e o destino da Literatura local

UFPA, ENEM 2013 e o destino da Literatura local

[Faça aqui o download do edital do enem]

A Universidade Federal do Pará decidiu nesta segunda-feira, dia 03 de junho, que adotará o ENEM como única forma de acesso à instituição em 2014 (leia a nota da instituição). Até o ano passado, apenas as notas de redação eram usadas no ingresso. O principal argumento é financeiro e será vantajoso (financeiramente, diga-se) tanto para a instituição quanto para os candidatos de baixa renda, estes não pagarão a taxa de inscrição e aquela deixará de custear entre 3,2 e 4 milhões de reais equivalentes às isenções.

Existem inúmeros motivos para se discutir sobre o exame seja como instrumento avaliativo de uma etapa do processo educacional seja como instrumento de acesso ao nível superior. Alguns já são tão clichês que pobre vai ficando esta crônica. E já vou de antemão dizendo que não sou contra o ENEM, mas sim contra parte de seu modelo e a maioria de seus usos.

Creio que o ENEM precise se desvincular dos vestibulares! Continue Lendo “UFPA, ENEM 2013 e o destino da Literatura local”

Santa Maria repercussões e lições

Santa Maria: repercussões e lições

Eu continuo estarrecido com a tragédia de Santa Maria. Não digo que cheguei à revolta. Com os desdobramentos, então, aí dá para aborrecer e revoltar-se. Os mortos, as vítimas vivas, seus familiares e amigos não merecem o noticiário. Quando escrevi o texto anterior sabia da dimensão apenas por meio, pela metade. Não haviam me chegado aos ouvidos esse valor absurdo de mais de 200 mortos.

Continue Lendo “Santa Maria repercussões e lições”

Santa Maria

Santa Maria: tragédia, afeto, superação

Gosto de cidade, cidades, e tenho uma preferência pelas chamadas cidades médias. Nunca estive em Santa Maria, teria ido ano passado a primeira vez, mas ventos mudaram meu intento. Apesar disso, tenho um carinho muito grande pela cidade que conheço de ouvir, de fotos e de navegação pelo wikimapia. O fato de ter lá uma colega de magistério superior, cuja pesquisa é no mesmo tema do que venho desenvolvendo, e por isso termino por conhecer de leve e admirar daqui do meu norte tanto o trabalho quanto a pessoa, devem reforçar esse meu afeto inexplicável por Santa Maria.

Continue Lendo “Santa Maria”