Cida Pedrosa – entrevista

Acabei de ouvir a entrevista com Cida Pedrosa, no Rabiscos podcast.
“Quer ser universal, canta tua aldeia”. Tolstoi”
Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo.” Alberto Caeiro, Fernando Pessoa.
Citei os dois porque a mim faltam palavras.

Origem da foto: instagram da autora @cidapedrosa65

Cida Pedrosa é pernambucana, poetisa de mãos, versos e sons plenos. Ganhou o Prêmio Jabuti ano passado com Solo para Vialejo. O prêmio é só um detalhe, mas “é um cachê de 40 anos de produção amorosa”.

Sinopse na página da Editora CEPE, onde é possível também adquirir seu exemplar.
“A obra consegue chamar a atenção pelas repetições, sugerindo a urgência e desespero da voz poética em ser compreendida e, ao mesmo tempo, as distorções e agrupamentos das palavras expressando a dificuldade de dizer aquilo que se quer com exatidão, mas sempre difícil, sempre escorregadio, sempre inexato.  A musicalidade do poema é um grande elemento de destaque, sobretudo quando se lê em voz alta. No entanto, toda a estrutura visual é igualmente importante e se afasta do pertencimento a uma  “tradição” da poesia oral e performática à qual a poetisa Cida Pedrosa se vinculava. “

Leia alguns poemas da Cida e ouça a entrevista:

Uma observação pessoal: o sotaque de Cida Pedrosa me atravessa como um raio fulgurante me trazendo meu passado-presente-insistente entre aceitação e recusas. Muitas recusas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s