Manifesto da Literatura

Amigos e amigas, escritores e professores envolvidos com literatura. O texto que transcrevo é de Julian Fuks, escritor. Trouxe-o do Facebook para cá. _____________________________________

Caros, caras, Diante do descalabro que parece iminente nestas eleições, me pediram que escrevesse este “Manifesto da Literatura pela Democracia”, a ser subscrito por escritores e escritoras e demais profissionais do livro. Com a articulação de Guilherme Tauil, já reunimos gente muito boa, como Raduan Nassar, Chico Buarque, Lygia Fagundes Telles, Luis Fernando Veríssimo, Roberto Schwarz, Diamela Eltit, Mia Couto, Bernardo Kucinski, e tantos outros com quem tenho orgulho de me juntar. Quem quiser assinar, pode fazê-lo por aqui: https://literaturapelademocracia.wordpress.com/

Haverá também um ato na Tapera Taperá, no dia 26/10, às 19h, para reunirmos forças e palavras, e para enfrentarmos juntos esse horror que nos afronta. Cedo ou tarde, a democracia, a liberdade, a empatia, hão de se impor. Conto com vocês.

manifesto da Literatura