Resenha – Canto Peregrino

Em busca de uma ascese lírica

PACHECO, Abílio. Canto Peregrino à Jerusalém Celeste. Belém: LiteraCidade, 2013, 44p.
Raphael Jonatham de Oliveira Soares
Graduando em Letras – UFPa-Castanhal
[exemplar à venda na Livraria da Editora]

canto peregrino
capa: Natália Menezes

Canto Peregrino à Jerusalém Celeste é o quarto livro de poemas do escritor Abílio Pacheco, que já publicou Poemia (1998) e Mosaico Primevo (2008). Diferente dos livros anteriores, aqui Abílio foge à temática urbana e noturna, tão cara à sua poesia anterior, se apropriando de temática religiosa em seu fazer poético.

Partindo de um dos mais singulares poemas da tradição judaico-cristã, o Salmo 137, incrivelmente lírico e assustadoramente sombrio, Abílio Pacheco nos apresenta um livro de poemas que é uma busca, a busca por Jerusalém Celeste, prometida, e ao mesmo tempo a busca pela expressão poética legítima, que só pode ser alcançada pelo divino e para o divino.

Continue Lendo “Resenha – Canto Peregrino”

Mulher: Verônica

Para homenagear as mulheres por ocasião do dia oito de março que se aproxima, resolvi retirar das gavetas esta prosa poética que faz parte de um projetinho de livro nascido após a leitura de As cidade invisíveis, de Ítalo Calvino. A ideia: cada texto teria um nome de mulher com letra inicial diferente. Eis a letra “v”.


Verônica

Conheci Verônica numa noite de sábado já passada a meia-noite, portanto domingo eu deveria dizer. Não digo. Continue Lendo “Mulher: Verônica”