Fernando Meirelles fala sobre José Saramago (via Cinema é Magia)

Fernando Meireles ouvi de Saramago o melhor elogio que se pode ouvir de um mestre.

Fernando Meirelles fala sobre José Saramago Fernando Meirelles, diretor de "Ensaio sobre a cegueira", de 2008, baseado na obra de José Saramago, que faleceu nesta sexta, 18.06.2010, enviou um texto por e-mail publicado no Globo Online contando sobre seus recentes encontros com o escritor. Sua produtora, a O2 Filmes, está co-produzindo um documentário sobre os últimos anos … Read More

via Cinema é Magia

Morre Saramago, Nobel de Literatura 1998 (via @ N I L N E W S)

Morre Saramago, Nobel de Literatura 1998 Morreu nesta sexta-feira (18) em Lanzarote (Ilhas Canárias, na Espanha), o escritor português José Saramago, aos 87 anos. Em 1998, Saramago ganhou o único Prêmio Nobel da Literatura em língua portuguesa. A Fundação José Saramago confirmou em comunicado que o escritor morreu às 12h30 (horário local, 7h30 em Brasília) na residência dele em Lanzarote "em consequência de uma múltipla falha orgânica, após uma prolongada doença. O escritor morreu estan … Read More

via @ N I L N E W S

Um pouco sobre Saramago (via Blog da Biblioteca Florestan Fernandes – FFLCH USP)

Uma boa referência de pesquisa sobre o autor português.

Morreu hoje, dia 18 de junho, o escritor José Saramago, um dos mais importantes escritores em língua portuguesa na atualidade. Polêmico e provocador, autor de livros como "Ensaio sobre a Cegueira" e "O Evangelho segundo Jesus Cristo", Saramago ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1998. Faleceu em Lanzarotte, nas Ilhas Canárias, vítima de múltipla falha orgânica, em consequência da leucemia que já o acomedia há algum tempo. Nada mais apropriado, … Read More

via Blog da Biblioteca Florestan Fernandes – FFLCH USP

O que nos fará falta (via Prefácio Cultural)

Saramago fez com a língua portuguesa o que apenas um mestre, um gênio e um vate é capaz.

O que nos fará falta Perdemos um escritor importante. Perdemos, principalmente, em minha opinião, um homem fundamental. Saramago soube usar seu lugar de destaque – conquistado principalmente depois do Nobel – para denunciar as mentiras e as atrocidades da globalização, o cinismo das elites, a hipocrisia da Igreja, o fascismo das religiões, o empobrecimento da linguagem nas mídias atuais, a miséria humana em todos os seus aspectos, dos particulares aos gerais. Ele ocu … Read More

via Prefácio Cultural